As 10 Coisas Que Você Precisa Saber Sobre Bitcoin

Olá pessoal,

Depois de muito explicar para a família e amigos o que é bitcoin/Bitcoin, decidi reunir uma lista das 10 coisas que acho mais importantes saber sobre essa revolucionária moeda.

1 - O que é bitcoin?

O bitcoin é a primeira criptomoeda lançada. O melhor é que é a primeira criptomoeda digital!! Para não dar nó na cabeça de ninguém, vamos por partes:

Uma moeda é, de acordo com a Wikipedia:

Moeda é o meio pelo qual são efetuadas as transações monetárias. É todo ativo que constitua forma imediata de solver débitos, com aceitabilidade geral e disponibilidade imediata, e que confere ao seu titular um direito de saque sobre o produto social.

Segure a ideia meio pelo qual são efetuadas as transações monetárias.

Vamos entender o Bitcoin:
  • O símbolo é BTC;
  • O bitcoin é escasso. O máximo de bitcoins em circulação será de 21 milhões. Isso lá em 2140.
  • Existem 9 casas decimais. Um Bitcoin pode ser representado assim: 1,000000000000;
  • Esses decimais são chamados de Satoshis, em homenagem ao Satoshi Nakamoto, provável criador do Bitcoin;
  • É comum utilizar, ainda, outras medidas, como o milibitcoin e o microbitcoin;
  • O milibiticoin é representado como mBTC e vale 0,001 BTC, enquanto o microbiticoin, cujo símbolo é µBTC vale 0,000001 BTC;
  • No futuro, caso neecessário, é possível aumentar o número de casas decimais.

Se alguém está vendendo 1 mBTC, na verdade vende 0,001 BTC. Certo?

2 - Quem criou o Bitcoin?

Não se sabe ao certo.
Um programador, ou um grupo de programadores, usando o pseudônimo de Satoshi Nakamoto publicou um paper descrevendo os princípios das moedas digitais e criptomoedas. No ano seguinte, em 2009, o software foi lançado e a rede Bitcoin começou a funcionar.

De vez em quando aparece um mané se dizendo ser o Satoshi, mas sem conseguir provar. Sabemos que ele (ou eles) tem uma grande quantidade de bitcoins guardados.

Observação: Bitcoin e bitcoin são coisas diferentes! Bitcoin é a rede, ou protocolo da moeda, que é, por sua vez, conhecida como bitcoin. Maiúscula para a rede, minúscula para a moeda.

3 - A descentralização e o anonimato:

Uma das belezas do bitcoin é que ele não é controlado por nenhuma pessoa - nem mesmo pelo Satoshi -, empresa, ou governo. Por quê? Por ser uma moeda que roda em rede P2P, que funciona numa rede difusa, similar ao torrent.

Pode parecer confuso, à primeira vista, mas o fundamento do dólar ou do real é que um Banco Central controla, emite, interfere e faz política com o dinheiro. Isso não ocorre com o bitcoin.
A rede Bitcoin é controlada por todos que participam dela. E isso é revolucionário!

Não há banco central ou outra autoridade monetária que possa fazer políticas expansionistas ou contracionaistas, gerando inflação ou utilizando a moeda para fazer política.

As transações são identificadas pelos “endereços” dos envolvidos e seus nomes não são revelados. Cavucando um pouco é até possível descobrir quem são os donos dos “endereços”, mas não é uma tarefa tão trivial.

Todas as transações ficam disponíveis em um “registro público”, chamado blockchain.

4- O Blockchain:

Essa é uma das grandes inovações do Bitcoin. Não me entenda mal: bitcoin já é uma grande inovação. Mas o blockchain tem possibilidades de aplicações múltiplas em diversos outros setores e tem se mostrado realmente promissor. Todas as carteiras locais (aquelas instaladas no seu computador ou em um servidor) se comunicam com o Blockchain.

O blockchain é um “livro de registros” de todas as transações da rede Bitcoin. Todas as transferências ficam registradas nele e se não está lá, não existe! Não é possível saber exatamente qual foi a pessoa ou empresa que enviou ou recebeu os bitcoins, mas fica claro, desde o princípio, quais foram os endereços envolvidos na transação.

Essa é uma funcionalidade que permite grande transparência à rede.

5 - O que são endereços e como funcionam?

Para usar Bitcoins é necessário ter uma Carteira, que é um software, aplicativo ou site que gerencia seus endereços e chaves.

Existem alguns tipos de carteira:

  • Locais - que rodam no seu computador. Uma carteira padrão demora para sincronizar;
  • Leves - que também rodam no computador, mas não precisam baixar todo o blockchain;
  • Online - que você acessa num site, de qualquer plataforma; e
  • Mobile - para seu celular (geralmente leves);
  • Hardware - carteiras físicas, que são equipamentos que mantém os endereços e chaves em segurança.

Se você está começando agora, tente uma carteira online, que é mais rápida e tranquila de usar. Se quer entrar mais a fundo, mantenha seus dados numa carteira local, com backup das chaves privadas e da carteira, por segurança!

Para receber Bitcoins, ou satoshis, você envia seu endereço para quem te enviará. E vice-versa.

Exemplo de endereço

Então, as transações na rede bitcoin são feitas entre endereços. Os endereços são conjuntos alfanuméricos de 34 caracteres que identificam a origem ou o destino das moedas. Aprofundando um pouco mais, esse endereço é uma chave criptográfica pública. Isso significa que todos podem mandar “mensagens” (nesse caso, as bitcoins) para esse endereço, mas apenas quem possui a chave privada consegue “ler” a mensagem, ou gastar as moedas.

Por exemplo, esse é um dos meus endereços de bitcoins: 1A1zn7k9VDjZ5YHUZZmeGr7u7wDeUeBA9v



–Mas, bruce, eu preciso decorar isso?
–Não!
–Preciso digitar os 34 carateres?
– Pode digitar! Mas não precisa. Você pode usar o QR code do endereço, ou simplesmente, copiá-lo.


6 - Quantas pessoas usam bitcoin?

Não sei. Sempre me perguntam isso e não sei se é possível responder com propriedade quantas pessoas usam o bitcoin.

Procurando nos fóruns e sites de análise eu achei que estamos falando de um universo entre 1 milhão e 3 milhões de pessoas. Parece pouco, mas esse número parece estar aumentando de forma constante nos últimos anos.

Mas, por outro lado, é possível ter uma boa ideia ao vermos quantas empresas já aceitam bitcoin como pagamento de seus bens e serviços. No Brasil são cerca de 15 mil empresas. Nos EUA são quase 50 mil empresas.

Mas veja bem, algumas dessas empresas nem recebem o bitcoin. Usam serviços financeiros que transformam o bitcoin em dólar na hora. Aceitam bitcoin mas não ficam com ele.

7 - Quanto vale o bitcoin?

O número total de bitcoins é finito e já foi definido pelo algorítmo do protocolo. Serão 21 milhões de bitcoin, ao todo, que estarão disponíveis somente daqui há 100 anos. Essa característica ajuda na hora de se definir o preço do bitcoin.

Mas a grande sacada é que o bitcoin funciona parte como moeda e parte como commodity e diversos outros fatores influenciam a definição do preço do bitcoin. O mais importante é que, como não há governo que declare formalmente o valor do BTC, cabe ao mercado definir seu preço.

Mas, quanto vale um bitcoin? O valor do bitcoin é definido pelas regras de mecado: Demanda X Oferta.

Hoje, de acordo com o coincap.io, a soma de todos os bitcoins disponíveis vale pouco mais de 9 bilhões de dólares. Bilhões!!

Você pode verificar o valor do Bitcoin aqui e aqui!!

8 - Como conseguir Bitcoins?

Existem diversas formas de conseguir bitcoins. A mais comum é o trade. Existem diversas “bolsas” que permitem a troca de bitcoins por dólares, euros, reais ou outras criptomoedas, as altcoins.

Você pode acessar esses mercados, depoistar reais e comprar bitcoin.

Aqui está uma lista dos principais mercados brasileiros:

Eu, particularmente, uso a Foxbit. Testa lá e me diz o que achou.

Além disso, você pode vender bens por bitcoins. Se desejar, veja esses sites especializados em permitir a venda de produtos por BTC:

Se você nunca usou bitcoins e quer começar, sugiro que brinque com as faucets, só para ver como tudo funciona. Faucets são sites que dão um pouquinho de bitcoin em troca do acesso ao site. Você não vai ficar rico com isso, não se engane, mas dá para conseguir uns satoshis e começar a brincar.

Faucet Valores Tempo
AlienFaucet até 5.500 5 minutos
Freebitcoin até $ 200 1 hora
ClaimBTC sobe todo dia 20 minutos
Easy sobe todo dia 15 minutos
WeekendBitcoin 250 15 minutos
FrogFaucet até 300.000 10 minutos

9 - Como usar Bitcoins?

O melhor uso para o bitcoin hoje é a transferência de recursos sem o pagamento das taxas abusivas que os bancos cobram. Tem que mandar dindin para um parente no exterior? Bitcoin nele!!

Além disso, mais e mais empresas começaram a aceitar bitcoins. Olha a lista das grandes que já aceitam o BTC:

  • Amazon
  • Overstock.com
  • Target
  • CVS – Farmácia
  • Subway – no Brasil, infelizmente, ainda não
  • Victoria’s Secret
  • Virgin Galactic
  • Bing by Microsoft
  • Dell

10 - O que são altcoins?

A partir de 2011, com o salto no reconhecimento, valor e importância do Bitcoin, começaram a surgir as Altcoins, que são novas criptomoedas que se parecem com o Bitcoin (e muitas são pura cópia), mas que, na verdade, trazem muito para o debate.

De acordo com o tamanho do mercado (Market Cap) as 10 maiores são:

Nome Símbolo Valor (em US$)
Ethereum ETH $1,131,758,268
Litecoin LTC $226,358,995
Ripple XRP $199,040,851
The DAO DAO $157,586,849
Dash DASH $50,834,596
Lisk LSK $45,325,537
Dogecoin DOGE $26,480,723
MaidSafeCoin MAID $25,405,591
DigixDAO DGD $21,385,200

Existem mais de 500 altcoins e nem todas são sérias. Algumas surgiram como brincadeira, como o DOGE, outras surgem como golpe. Então, antes de começar a investiir em altcoins por aí, pesquise o máximo possível. É claro que mesmo pesquisando a moeda pode dar errado.

Por outro lado, algumas dão muito certo. O Ether, moeda do protocolo Ethereum, acaba de surgir e já é um fenômeno, principalmente por características do protocolo. Isso também é importante: algumas moedas copiaram o Bitcoin, outras fizeram mudanças importantes na forma de gerir o protocolo, o blockchain e questões de segurança. Procure saber mais sobre esse mercado e veja coisas fantásticas!

Bem, acho que para um primeiro artigo sobre o tema, está de bom tamanho. Afinal, era pra ser apenas uma lista.
Espero que tenham gostado!
Dúvidas, comente aí!

Kazam!

delchi bruce

Compartilhar Comentários