7 Lições Que a Olimpíada Dá Aos Concurseiros

Foi difícil não acompanhar os jogos olímpicos. Não importa qual sua posição política, qual sua postura quanto o governo ou quanto a abertura (ou encerramento) do evento. As Olímpiadas do Rio 2016 realmente chamaram a atenção, pelos desafios e pelas estórias de superação. Pelas derrotas comoventes e pelas vitórias apertadas.

E os concurseiros podem aprender muito com os jogos olímpicos! Aqui vão as 7 lições que todos os concurseiros podem tirar dos Jogos Olímpicos Rio 2016!

Muito treino para competição curta


Em primeiro lugar, o que me chamou atenção nos jogos olímpicos foi a brevidade em que alguns esportes começam e terminam. Perceberam isso? Tem competição que começa de manhã e de tarde já temos os medalistas olímpicos. Muito curta!

É possível fazer uma analogia muito clara entre essa rapidez e a vida do consurseiro. Muito treino, meses e meses (ou até anos) de estudo para chegar naquele dia, no dia da prova e dar tudo de si para conseguir, ao final, ser aprovado.

É fundamental, portanto, treinar muito! Estar seguro com o conteúdo estudado, estar confortável com o tempo de prova, conhecer bastante a banca organizadora e saber das pegadinhas que ela pode apresentar. O estudante deve ter se dedicado muito, deve ter suado a camisa para poder chegar no dia da competição e mostrar a que veio.

Um erro no dia da prova pode significar perder essa olímpiada e só poder competir na próxima. É o mesmo com o concurso público. O treino te aproxima da perfeição e faz com que os erros, no dia derradeiro, sejam menores.

Mas não se esqueça do psicológico


Mas treinar muito não é suficiente! É necessário estar com o psicológico bem estabelecido. Isso significa estar em um estado de alerta de concentração que não deixam pequenas coisas atrapanharem. A vontade de vencer, a fortitude mental que permite chegar ao final de um tenebroso caminho e sentar-se à mesa e resolver questões surpresa e sair vitorioso do outro lado.

A força mental é o que permite não se abalar quando uma questão traz um assunto que foi pouco estudado ou quando uma dúvida aparece e enfraquece o espírito. Não se esqueça de que boa parte da batalha é vencidade dentro de nós, em nossas mentes! Fortaleça sua força de vontade, para, como um campeão olímpico, dar um ippon nos últimos momentos da luta.

O super campeão Michael Phelps tem uma técnica que serve como uma luva para o concurseiro: antes de entrar na piscina ele visualiza diversos cenários possíveis, tanto de vitória quanto de derrota e se prepara para todos eles. Ele imagina como se comportará em cada caso e o que deverá fazer para sair de situações desvantajosas. Phelps só entra na piscina com planos decisivos e claros, qualquer que seja o resultado.

Essa fortitude mental se adquire de diversas formas. A primeiras delas é pelo treino e a segunda, pela competição. Então, antes da sua prova (aquela que você realmente quer passar) se inscreva em outros concursos. Vá se testar em outras provas. Tente viver o espírito de competição antes do dia da sua prova e imagine cenários possíveis, mesmo os desvantajosos.

Não se ganha sozinho


Você já percebeu que os vitóriosos nas olimpíadas tem bons técnicos, equipes atentas e prestativas? Isso é fundamental para o sucesso do concurseiro.

Aqui eu me refiro aos recursos que o estudante usa. Não só cursos e professores, mas material didático, sites de questões, grupos de estudo e todos os demais recursos intelectuais que o estudante pode ter a seu dispor. Escolher os melhores não é fácil, mas não precisa ser caro também não!

É verdade que se há mais dinheiro disponível, são mais as opções disponíveis e é possível dispor de mais recursos para se chegar ao sucesso. Mas não se engane, não é necessário gastar os tubos para passar no seu tão sonhado concurso. Nas olimpíadas existem casos de atletas que chegam sem recursos, mas chegam lá. O importante é escolher os melhores professores, livros e sites que você puder. E utilize-os no máximo! Esprema seus professores! Não adianta assistir aula e ir pra casa assistir uma série, ou pro bar tomar uma gelada. Tire dúvidas, faça questionamentos, peça dicas e sugestões.

A maioria dos professores vai te ajudar de muito bom grado. Se o professor fizer cara feia, talvez seja melhor escolher outro para sua equipe olímpica!

Não vá pra aula e fique trocando mensagens com aquele grupo de amigos; ou assinou vídeo-aulas e vai assistir “amanhã”. Pare. Preste atenção. Assista sua aula. Leia o texto. Leia a lei. Resolva a questão. Durma. Repita!

A importância da torcida


Você deve ter assitido algum jogo dos jogos olímpicos em que a torcida encheu o peito e colocou a equipe (ou o atleta) do Brasil pra frente, não? Essa torcida é um jogador a mais! Foi assim nas finais de futebol e vôlei… foi assim em um tantão de jogos!!

Essa torcida pode dar o fôlego necessário para se chegar ao pódio!

Mas o que isso significa para o concurseiro? São as pessoas próximas a você: sua família, sua cara-metade, seus filhos e amigos próximos.

Comece conversando com cada um desses grupos e explique que você vai estudar para um concurso. Explique o porquê do concurso, as vantagens, o salário e a estabilidade. Seja claro no que isso implicará na relação de vocês. Seja explícito e dê exemplos. E peça ajuda!

Se você mora com seus pais, diga que precisará estudar em tal e tal período e que estará indisponível durante os estudos. Com o conjuge, diga que precisará ajustar os períodos de filmes ou de saídas. Com seus amigos, sairá menos e voltará para casa um pouco mais cedo.

Envolva seus círculos, para que eles ajudem ativamente e para que funcionem como sua torcida particular!

Aprenda com seus erros


Uma das grandes qualidades de atletas de ponta é a capacidade de aprender com os próprios erros. Errar, analisar, absorver, aprender e melhorar.

Isso não é fácil, mas é necessário para se chegar ao pódio.

Em que consiste essa habilidade e como se aplica ao concurseiro? Bem, primeiro é importante deixar claro que errar é fundamental, mesmo necessário. Espero que vocês errem muito, mas que consigam aprender com os erros. Segundo, aprender com os erros faz de você uma pessoa melhor, não só nos seus estudos, mas em todos os sentidos da sua vida.

Vamos começar com os erros mais simples, os de questões de concursos anteriores. Vocês sabem que sou o gestor de conteúdo do Mapa da Prova e que preparamos mapas de estudo de acordo com os editais lançados e anteriores. Bem, nesses mapas você pega um assunto, digamos Revogação, anulação e convalidação do ato administrativo, e resolve 40 questões e erra 10. Essas 10 questões você vai separar para sua revisão semanal, no fim de semana, e vai se debruçar nelas e aprender por que errou cada uma delas. Daqui a algumas semanas você irá resolver essas questões novamente (todas as 40) e veremos qual foi o resutado dessa vez. Se você errou, novamente, algumas questões, uma luz vermelha acende e você precisará se debruçar mais e mais nesse assunto.

Essa ideia deverá ser utilizada em todos os aspectos dos seus estudos:

  • você planejou seus estudos corretamente? Não? tem que ajustar
  • em quais horários de estudos você rende mais?
  • quais disciplinas você precisa de professor e quais consegue estudar sozinho?
  • seus estudos estão dando resultado? Não? Tem que ajustar!
  • seu planejamento está de deixando acabado? Tem que ajustar!
  • estudar em casa não funciona? Vá para a biblioteca!
  • não deu tempo de preencher as bolinhas do gabarito na prova? Tem que ajustar!

Esses são alguns exemplos de tentativa e erro que você provavelmente viverá. Aprenda com seus erros e faça os ajustes necessários para avançar!

Observe seus oponentes


Outra técnica fundamental para se tornar campeão olímpico é observar seu oponente. Saber como jogam é necessário para planejar o seu jogo, certo?

Se for uma luta, o atleta precisa saber como se defender dos golpes preferidos e identificar suas fraquesas, para explorá-las. Em esportes de equipe, a própria escalação da equipe poderá ser alterada de acordo com o time oponente. Imagina a componente tática utilizada envolvida nessas decisões! Tudo depende do oponente.

Mas como isso pode ser aplicado na vida de um concurseiro?

Você precisa saber como está a preparação dos concorrentes. Como estão estudando. A ideia é saber quais os recursos seus concorrentes usam e quais deles poderiam melhorar sua preparação. Por isso, não deixe de acompanhar sites, fóruns, grupos e fanpages relacionadas a concursos públicos e, especialmente, ao concurso que voocê quer. É provável que você aprenda uma coisa ou outra que possam fazer a diferença na hora de contar os pontos.

Eu soube de um caso aqui em Brasília que se encaixa bem com esse ponto: apareceu um cursinho oferecendo aulas para concursos legislativos com professores muito bons, que dão aula em outro estabelecimento, extremamente mais caro. O novo curso foi descoberto por poucos alunos que começaram a frequentar as aulas, sem nada dizer, até que a notícia se espalhou. Diversos candidatos, que não conseguiam arcar com os valores elevados do cursinho tradicional, se matricularam e estão estudando felizes da vida.

Esse tipo de informação pode ser adquirida do seu concorrente, então fique de olhos bem abertos!

De olho no pódio


Mas não se esqueça: você está aqui para chegar ao pódio, para ganhar, para ser aprovado. Então tenha certeza que terá que fazer sacrifícios e se esforçar mais do que pensava ser possível. Mas vai valer a pena!

Não deixe pequenas coisas te desviarem do seu caminho dourado. É fundamental ter foco e seriedade. Sair para beber com os amigos parece uma boa ideia, mas com isso você vai ficar lerdo no dia seguinte. Avalie bem quantas vezes poderá fazer isso.

Outro ponto importante é deixar as coisas importantes para depois. Isso não é bom. Usando nossa analogia olímpica, lembre-se que os próximos jogos tem data certa. Assim como seu concurso. É necessário arregaçar as mangas e deixar de procrastinar.

Lembre-se de que cada dia que você deixa de treinar, ou de se dedicar ao treinamento significa um dia mais distante da realização de seus sonhos.
Bernadinho :: Técnico da Seleção Brasileira de Vôlei Masculino

Com essas lições olímpicas em mente, arrebente!!

sucesso!

delchi bruce

Compartilhar Comentários